A sonda Juno de US$1 bilhão da NASA enviou imagens deslumbrantes de Júpiter

Uma sonda do tamanho de uma quadra de vólei enviou imagens de Júpiter que mostram o gigante gasoso de uma forma nunca antes vista.

A nave espacial Juno, de US $ 1 bilhão da Nasa, lançada em agosto de 2011, levou cinco anos para chegar à órbita da gigante gasoso, que fica a mais de 600 milhões de quilômetros da Terra.

A sonda fotografou  os pólos de Júpiter pela primeira vez, detectou formações de nuvens bizarras , gravou auroras misteriosas e escaneou profundamente as nuvens densas do planeta.

Juno orbita repetidamente por Júpiter em um arco largo para minimizar o tempo dentro das zonas intensas de radiação do planeta, que podem danificar os componentes eletrônicos sensíveis da nave.

Juno completou a quinta manobra em 27 de março, registrando um novo lote de imagens e vídeos que foram enviados de volta à Terra. Agora os astrônomos amadores estão começando a transformar as fotos cinzas, não processadas, em imagens coloridas e incríveis.

Aqui estão algumas das fotos mais incríveis da quinta órbita da sonda, além de algumas outras imagens de manobras anteriores que os fãs enviaram recentemente para o site da Juno.

Esta nova imagem, processada pelo astrônomo amador Roman Tkachenko, mostra o pólo norte de Júpiter em toda a sua glória tempestuosa.

NASA / SwRI / MSSS / Roman Tkachenko (CC BY)

Outra pessoa processou a mesma imagem bruta para mostrar detalhes mais coloridos em verde.

NASA / SwRI / MSSS

E aqui está um close-up do topo de nuvens turbulentas de Júpiter.

NASA / SwRI / MSSS / Daiwensai-33 (CC BY)

Essa foto, montada por Gervasio Robles, funde três imagens para mostrar o pólo sul indescritível de Júpiter.

NASA / SwRI / MSSS / Gervasio Robles

Gerald Eichstädt fundiu todas as imagens da quinta volta da sonda em uma animação 3D que mostra toda a viagem do ponto de vista de Juno.

As imagens a seguir são da quarta volta da sonda, realizada em 2 de fevereiro.

NASA / SwRI / MSSS / Uriel

 

NASA / SwRI / MSSS / Geoff Pritchard (CC BY)

O próximo sobrevoo de Juno em Júpiter deve acontecer por volta de 19 de maio. Mas Juno não vai voar para sempre. A NASA mergulhará a nave espacial na atmosfera de Júpiter em 2018 ou 2019. Isso evitará que ela espalhe qualquer bactéria da Terra sobre as luas geladas do planeta, como Europa e Ganimedes.

Fonte: Business Insider.


Comentários