Físicos de Harvard podem ter encontrado evidências de tecnologia alienígena

De todas as coisas inexplicáveis no universo, as explosões rápidas de rádio (FRB) são indiscutivelmente as mais estranhas. Enquanto duram milésimos de segundo no espaço, elas geram mais energia que 500 milhões de Sóis.

No ano passado, pesquisadores descobriram que 14 FRB’s vinham da mesma fonte, além da nossa Via Láctea. Diante desse fato, os físicos de Harvard propuseram que sinais como estes poderiam ser evidência de avançada tecnologia alienígena.

“FRB’s são extremamente brilhantes, dada a sua curta duração e origem a grandes distâncias, e como não identificamos uma possível fonte natural com alguma confiança, uma origem artificial é possível e vale a pena verificar”, diz o físico teórico Avi Loeb do Centro Harvard-Smithsonian de Astrofísica.

Fast Radio Bursts (FRB) não são tão incomuns – desde que o primeiro foi detectado em 2007, os pesquisadores sabem que cerca de 2.000 dessas coisas estão iluminando o Universo todos os dias.

Mas o problema com a detecção e análise destes sinais é que eles não são apenas incrivelmente curtos – menos de 5 milissegundos de duração – mas também possuem origens aleatórias.

Isso foi até o final de 2016 , quando os pesquisadores detectaram o que parece ser a primeira repetição de FRB’s provenientes de uma única fonte, vindas do universo distante.

No início deste ano, mais seis FRBs foram detectados vindos do mesmo local, e os pesquisadores conseguiram localizar sua origem em uma pequena galáxia anã, a mais de 3 bilhões de anos-luz da Terra.

Esse foi um grande passo, pois até o momento, os FRBs detectados tinham origens aleatórias no universo, tornando impossível observações de acompanhamento.

Mas, apesar de encontrar os primeiros FRBs repetidos, conhecidos coletivamente como FRB 121102, ninguém foi capaz de fornecer uma explicação convincente para o que está causando explosões tão poderosas.

Loeb e sua equipe dizem que, na ausência de uma explicação que todos possam concordar, deveríamos estar olhando para algumas fontes ligeiramente menos … naturais.

“Nós acreditamos que FRB’s são feixes criados por civilizações extragalácticas com a tecnologia de sistemas de “propulsão fotônica”, declaram em artigo publicado no incio desse ano.

 

Fonte: Science Alert.
Imagem: Reprodução.


Comentários