Cientistas de Harvard descobrem planeta que pode abrigar a vida

Pesquisadores da Universidade de Harvard acreditam ter descoberto um novo candidato para investigar sinais de vida além do nosso Sistema Solar: o exoplaneta LHS 1140b, um mundo distante, um pouco maior que a Terra, localizado a cerca de 40 anos-luz.

“Esse é o exoplaneta mais empolgante que eu vi na última década. A descoberta está ainda melhor localizada do que os planetas de TRAPPIST–1”, afirmou Jason Dittmann, astrônomo do Centro Atrofísico Harvard-Smithsonian e pesquisador chefe do estudo. “Dificilmente dá para esperar um alvo melhor para explorar uma das maiores questões da ciência: a busca pela vida fora da Terra.”

Credito: M. Weiss/CfA

A localização  desse novo exoplaneta é o que o torna tão especial. Isso porque ele está localizado em uma região que cientistas chamam de “zona habitável” de sua estrela, uma anã vermelha chamada LHS 1140, localizada na constelação de Cetus.

Apesar do exoplaneta estar consideravelmente próximo de sua estrela, 10 vezes mais próximo do que a Terra do Sol, ele recebe apenas metade da luz solar que a Terra recebe. Isso ocorre pelo da estrela LHS 1140 ser mais fria e menor que o Sol.

Dessa forma é muito provável que exista água em estado liquido na superfície do LHS 1140b, algo que é essencial para a vida como a conhecemos.

Crédito: ESO / spaceengine.org

A equipe pretende continuar estudando o planeta com o Telescópio Espacial Hubble e o próximo telescópio da ESO, que deve ser concluído em 2024.

 

Fonte: Science Alert.
Imagens: Reprodução.


Comentários